sábado, 23 de setembro de 2017

Tudo acontece por uma razão.



Tudo acontece por uma razão. Seja mau ou bom; Para nos tornarmos naquilo que somos.
Tropeças e caís. Gritas e choras. Desesperas. Para te tornares naquilo que és.
A vida vai te trocar as voltas várias vezes, acredita. Vais chegar a duvidar das tuas escolhas, vais repensar várias vezes nas tuas ambições. Vais querer deitar tudo a perder por já não saberes se queres ir, se queres continuar. Vais ter de tomar decisões difíceis. Vais arrepender-te de 50% delas porque as tomaste de cabeça quente.
Vais duvidar de ti. 
Mas também um dia vais compreender que a vida não é uma linha reta e que tão pouco o piso é liso. Não. Vais descobrir que muitas vezes dás voltas na mesma rotunda, que passas por inúmeras curvas, enganas-te na saída e voltas para trás. Tornas a andar em frente e apanhas um piso de pedregulhos. Vais ser obrigado a andar devagar. Vais demorar mais tempo a chegar ao destino. Mas vais chegar. E no final de tudo isto, o que importa é chegares.
Não te esqueças, tudo acontece por uma razão. Seja mau ou bom; Para nos tornarmos naquilo que somos.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

És tu que sintonizas a minha essência no canal correto

 

És tu que sintonizas a minha essência no canal correto. Não me perguntes qual é o canal, nem eu sei qual é, talvez não queira mesmo saber. Afinal de contas não preciso, porque vais ser sempre tu a sintoniza-lo, certo?
És tu que equilibras os meus dias, quando tudo parece tão errado na minha cabeça, quando eu pareço complicar tudo em meu redor. Tu chegas e simplificas.
És tu que me fazes sorrir, mesmo quando forço um ar sisudo para te enganar. Arranjas sempre maneira de me arrancar uma gargalhada, não é?
És tu que me incentivas a escrever, a soltar o que me vai na alma, a libertar os meus medos nas palavras, a tornar cada letra numa casa para mim.
És tu que conheces os meus maiores defeitos e os aceitas, és tu que conheces as minhas maiores virtudes e as destacas. 
És tu. Sempre foste mesmo quando eu ainda não sabia. Serás sempre. E mesmo que a minha memória me falhe um dia, cada célula minha saberá, cada traço meu saberá que és tu. E sempre que o mundo duvidar de nós, cada olhar nosso me fará lembrar que não existe nada que não sejamos capazes, juntos.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Quando ela quiser voar...

 

Não lhe prendam as asas, por favor. Quando ela quiser voar não lhe prendam as asas.
Alma esvoaçante, coração leve. Foge do mundo para se encontrar. Procura lugares para se perder.
Alma atribulada, coração persistente. Foge das sombras em busca de harmonia. Percorre as feridas para conhecer o relevo que lhes dá forma. A melodia que a pele toca, a nota que abala quando a dor percorre os nervos. Quando um suspiro sussurra ao ouvido.

Não lhe prendam as asas, por favor. Quando ela quiser voar não lhe prendam as asas.
Uma alma remendada é capaz de muitas coisas. Uma alma remendada conhece o que doí, quando dói, como doí. Uma alma remendada sabe quando a tempestade vem, como é ser destruído e o quão desafiante é reconstruir. Uma alma remendada pode ser tudo. Pode ser um chuvisco e um furacão. Pode até ser um arco íris. Uma alma remendada pode ser um deserto e um jardim cheio de papoilas. Pode até ser um oceano.
Uma alma remendada é capaz de muitas coisas, pode ser muitas coisas, pode querer muitas coisas. 
E quando ela quiser voar não lhe prendam as asas.