quinta-feira, 7 de julho de 2016

O amor não se mede


Eu podia medir cada sensação de felicidade que sinto quanto te vejo a chegar ou quando a minha mão se molda na tua ou quando sorrio só de te ver sorrir. Sim, eu podia medir a quantidade de vezes que o meu coração bate rápido quando me abraças - só por saber que estás ali - ou a quantidade de vezes que penso em ti quando não estás. Eu podia medir, o tamanho do teu coração, - que é grande bem sei - a quantidade de razões que tenho para gostar de ti ou a quantidade de motivos que tenho para ter orgulho na pessoa linda que és.
E eu sei que podia tentar medir tanta coisa, mas também sei que existem coisas que simplesmente não devem ser medidas. Porque nem sempre uma medida chega para classificar, nem sempre uma medida chega para explicar. Porque algumas coisas simplesmente não têm classificação, não têm explicação.
É, parece que é assim o meu amor por ti. Sem classificação, sem explicação; E sem medida.

2 comentários:

Cláudia M disse...

Que lindo! Adorei.

Um beijinho

disse...

O amor é impossível medir, apenas se sente :)
Adorei o texto, está lindo ^^