sexta-feira, 2 de março de 2012

Estranha forma de vida


Olha para mim, sim para mim, cá em cima. Não vês? Estou a arriscar a minha vida. Sim estou cá em cima talvez a arriscar minha vida, mas como sempre estou bem. Também tenho medo mas tudo na vida é para enfrentar ou quase tudo. Medo é normal. Eu estou aqui assim virada de pernas para o ar na minha mais compreensiva forma de vida, para este mundo que mal sei decifrar. Irei algum dia sabe-lo? Não me parece e tenho reparado cada vez mais que saber alguma coisa desta sitio confuso é quase missão impossível. Impossível saber, perceber, distinguir e às vezes até mesmo achar alguma coisa.
Estou aqui na minha forma mais simples porque é a única que consigo realmente perceber, pelo menos isso. Digamos que estou ao contrário para ver se fica tudo direito. Sim é isso, ao contrário para ficar direito. Visto que este mundo está virado do avesso e eu não tenho forças sozinha para o virar e arranja-lo, viro-me eu. Ninguém ajuda? Não me importo. Se não formos nós quem o fará? Obviamente ninguém.
E foi assim. Assim que descobri esta forma estranha de viver. A minha forma de viver, virando-me ao contrario para colocar direito o que já estava do avesso. Um pouco complicado para alguns talvez, mas para mim é o melhor.

10 comentários:

Mariana disse...

gosto e sigo :) se quiseres segue de volta :D

inês geraldes disse...

Obrigada, adorei este também :)

Mariana disse...

De nada :) Muiiiito obrigada *

inês geraldes disse...

Exactamente! Por isso é que temos que deixar de acreditar, porque não me parece que as pessoas vão deixar de as fazer.

inês geraldes disse...

Sim, mas não acreditar à primeira, pelo menos... fazia isso e não me saía bem.

inês geraldes disse...

E eu, também me tornei assim. Se as pessoas realmente falarem a sério, elas fazem com que acreditemos.

inês geraldes disse...

Mas infelizmente estamos rodeadas delas.

mai disse...

Obrigada <3

sophie disse...

adoro :)

sophie disse...

ora essa, obrigada eu :)