domingo, 9 de setembro de 2012

Carta de saudade I #


Olá herói... Parece que já se passaram 13 anos desde que partiste. Já viste como o tempo voa? Este tempo andou, tudo mudou em meu redor. As pessoas foram e outras vieram, elas mudaram, eu mudei, eu cresci, mas todo esse teu valor permaneceu, tal como as lembranças. Parece que ainda foi ontem que me dizias palavras bonitas, que me davas ralhetes de sorriso doce resplandecente nos olhos, que me seguravas de força num intuito de me proteger, que me olhavas com o olhar mais terno e que sei que eu nunca algum dia serei capaz de explicar... Ainda há alguns segundos parecia eu estar despreocupada sem qualquer obrigação a brincar com legos no teu colo, enquanto tu te empenhavas em me ajudar a montar cada peça como se fosse a minha futura casa. E cada pormenor era importante tal como se toda a minha vida estivesse ali contida.
Tu preocupavas-te comigo como se a tua alma fosse a minha, porque todas as minhas feridas tu sentias e sabias como sarar assim como todas as minhas glorias também tu sabias como as festejar. Era como se fossemos um, como se toda a tua força estivesse em mim, tal como hoje a minha está depositada em ti.
E eu nunca precisei de falar para que tu me compreendesses. É, nós falávamos por gestos ternos, olhares de consentimento, seriedade de compreensão e sorrisos inocentes.
Hoje posso dizer mais uma vez que sinto a tua falta como nunca senti de ninguém, e posso dizer também com toda e a maior certeza que tu és o motivo para tudo que faço, o meu impulsionador para vencer e para continuar. O meu maior orgulho, o meu maior exemplo. Porque tudo o que eu alcançar é e será dedicado à tua pessoa. E sabes porque? Porque cada glória é tua responsabilidade, responsabilidade do que tu me ensinaste a ser, da doçura que me passaste, dessa tua alegria de viver... E sabes? De cada gloria que eu alcance, eu irei por a mão no coração e dir-te-ei num suspiro profundo, ''Foi por ti''.

13 comentários:

Tiz disse...

Simplesmente lindo! Ás vezes não há nada como escrever para aqueles que são tudo apesar de já cá não estarem connosco fisicamente!

lu de lúcia disse...

agora sim dá para ler melhor Sofia. Obrigada por fazeres o que te pedi e desculpa ser teimosa nisso, mas é que assim está realmente melhor!
Gostei do texto.

Sim. Mas o mal é que vão tentando remediar as coisas e só vão é estragando mais aos poucos :(

Happy Hippie disse...

Estamos a seguir !
Paz e amor para ti*

lu de lúcia disse...

fico feliz por teres gostado do texto!

lu de lúcia disse...

eu conseguia ler, mas não era agradavelmente e uma das coisas que conquista num blogue é o tipo de letra e o tamanho!

Patricia Laranjeira disse...

pois... é horrível sentirmo-nos assim !!

Happy Hippie disse...

Muito obrigada ! :)

EBA ☮ disse...

Mudar já mudou... antes não era assim s:

*AM* disse...

gostei muito do teu blog :)
Sigo

Patricia Laranjeira disse...

pois é querida mas sabes que os comboios tem que parar ás vezes... e é nessas paragens que temos que ver se conseguimos deixar o comboio cheio!

joana ; disse...

espero bem *

*AM* disse...

Gosto muito que te identifiques, é sinal que tens alguém que te faz muito feliz :)

EBA ☮ disse...

quantas vezes já acreditei e tudo voltou ao 0?! s;