sábado, 27 de fevereiro de 2016

Olhos que alcançam o universo




Deambulando pela mente te perdes nas profundezas dos mais inóspitos locais. Passeias por entre pensamentos outrora pensados, momentos outrora passados.
Fechas os olhos e abres de novo.
Procuras por entre tudo aquilo que parece ser teu aquilo que outrora foste. Buscas a calmaria, o coração verde isento de amargura, a alma inocente, o mundo dos contos infantis. Recrias no teu ser um conto de criança e vê-lo atrás dos teus olhos de mulher. Oh, são olhos que alcançam o universo, olhos que envolvem as estrelas, olhos que voam sem sair do chão. São olhos repletos de esperança e de lágrimas que acreditam que tudo pode ser bem melhor.

3 comentários:

Eros disse...

Que esses olhos sejam um Farol, no seio de possíveis tormentas, relembrando-te o quão relevante é a tua Luz... Como se de uma estrela te tratasses, no manto escuro do Universo.

Ana Ferreira disse...

Muito muito obrigada e que assim seja! :)

Cláudia S. Reis disse...

São olhos que verão sempre mais além. Serão olhos que irão testemunhar felicidade.