quarta-feira, 28 de junho de 2017

Serei uma partícula de amor a pairar pela vida


Quero ser livre. Quero escalar montanhas de mochila às costas. Quero ''gritar-me'' e ouvir o eco no cume. 
Quero ser livre. Quero ir sem motivo e voltar porque sim. Quero ''levar-me'' para longe e perguntar a ninguém onde estou.
Quero ser livre. Pés descalços no chão e uma correria na areia. Cabelo solto ao vento e levantar voo em pensamento.
Quero ser eu, na inconstância do que sou, na vibração em que me crio, no timbre em que me desenlaço.
Quero ser eu, no fragmento em que sou livre,  no mais minucioso traço, no mais viçoso abraço.
Quero ser, deitada num jardim cheio de flores, sentada nas escadas da cidade, encostada na parede do café, envolvida em amor no chalé. 
Quero ser, quando tudo sintonizar num imperfeito sentido, quando nada se alinhar numa perfeita direcção.
Talvez seja o que quero ou talvez não - mas permanecerei uma singela partícula de amor a pairar pela vida, e basta.

3 comentários:

Eros disse...

Assim seja(s)!

Cláudia S. Reis disse...

Também o quero ser. Quero simplesmente ir!

Adriana Lima disse...

E és assim <3