domingo, 7 de janeiro de 2018

O meu maior medo é...


O meu maior medo é ficar aprisionada. Aprisionada em lembranças, aprisionada em rancores, em mágoas. O meu maior medo é ficar encarcerada em silêncios, esquecer de defender aquilo que o coração sente, ignorar tudo aquilo que a alma diz. O meu maior medo é ficar presa a falsas esperanças, cega no vazio de falsas expectativas, agarrada a pessoas que não se importam mas que fingem que sim. O meu maior medo é não ser capaz de dizer não. De desaprender a coerência da assertividade. De descuidar do abrigo do eu.
O meu maior medo é ficar aprisionada, naquilo que não sou, naquilo que nunca quis ser.


2 comentários:

Eros disse...

Firma essa Personalidade, acima de tudo e de todos.

Beijo, Doce Ana!

Ana Ferreira disse...

Irei fazê-lo, acima de tudo e de todos! Obrigada :)