domingo, 16 de dezembro de 2012

O natural acontece


A chuva cai lá fora, ainda é de manhã e eu acordei à poucos minutos. Não sabia exactamente o que fazer, então sentei-me à frente da janela a ver as litradas de água a cair do céu. E ela batia com força, mas não igualmente, existia um ritmo a cada segundo, diferente de todos os outros. E se há coisas que ainda fazem lembrar a vida, esta é uma delas. Talvez porque a toda a hora vão e vêm pessoas, tal como as pingas, e o impressionaste é que quando as vemos a escorrer pela vidraça tentamos observa-las num todo, mas nunca conseguimos, existe uma em que nos focamos mais  por qualquer razão. Tal como acontece diariamente, tentamos fazer tudo, focar-nos em tudo, cuidar de tudo e de todos, e o que acontece? Não conseguimos, e se não conseguirmos somos julgados. Habitual...
A melodia que se houve acalma a alma, ao mesmo tempo que se observa tudo isto, bolinhas de agua vão se acumulando e o vidro está embaciado, os prédios e as árvores tornam-se turvos, menos nítidos, e as luzes parecem estrelas esbatidas pelas gotas. Ah, o céu está negro e para muitos de certa forma será uma visão do ''fim do mundo''. Para contradizer, eu discordo. Porque não pensamos que é apenas uma visão diferente da natureza?  Afinal, nós também temos visões diferentes do mundo, muitas vezes contraditórias.
Como todo o lado bom tem o seu lado mau, todo o céu limpo também já teve nuvens, todo dia ensolarado outrora já fora chuvoso. Toda a felicidade também já não teve tristeza? Então pronto, a vida é mesmo assim, o que fazemos aqui não importa, o que importa é que estamos aqui. E se estamos, o essencial não é julgar mas sim viver. Viver, deixar ir, porque o natural acontece. O sol também já não se levantou pela manhã e a noite também já não caiu? Nós podemos ser o sol e a noite, o vento, a lua e as estrelas. Podemos ser o que quisermos, sem nos esquecermos de quem somos também. Nós somos parte da natureza e devíamos aprender mais com ela. Afinal, sem ela não somos nada.

12 comentários:

cate disse...

Simplesmente fantástico. Sinto em ti algo diferente, algum mistério na tua escrita e isso faz com que eu me foque nos teus textos do inicio ao fim :)

Maria. disse...

Fenomenal. A naureza é realmente metade de nós. *

catarina disse...

Oh, muito obrigada. Que lindo <3

Maria. disse...

Selo no meu blog, desculpa se já o tens :c
Kiss*

Jéssica Pires disse...

Podes crer, é mesmo mau e ficas com uma olheiras mesmo fundas...

Jéssica Pires disse...

É mesmo, mas isto vai passar, espero :)

Maria. disse...

Tomei a minha decisão meu anjo

Maria. disse...

.

Maria. disse...

http://mariamaduro.blogspot.pt/
novo link nao publiques

Maria. disse...

Não deixo não :)

Cláudia Ribeiro. disse...

Talvez passe. Obrigada querida e, tem um Feliz Natal :)

daniela fernandes disse...

Nós somos Natureza. Isso sim, é beleza. Aperceber-mo-nos de tal facto. Gostei muito :)