segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Em primeiro lugar, quero que saibas


Em primeiro lugar, quero que saibas que tudo só passou a fazer sentido no dia em que chegaste - mesmo que eu ainda não o soubesse. Em primeiro lugar, eu quero que saibas sobre todos os males que espantaste, todos os sorrisos que criaste, sim. Quero que saibas que nunca ninguém chegou onde chegaste ou fez por mim o que fizeste. 
Inicialmente tinha medo que descobrisses esta alma fria que em mim havia, que tocasses nela e em ti se congelasse o sentimento que pudesses sentir. Tinha medo de pôr ao descoberto as feridas, as dores e que cada pedaço de escuridão em mim te fizesse correr para longe. E eu queria ter-te por perto, sem saber, mesmo querendo ter-te longe por prevenção. Não previ, não preveni. Tu aproximaste-te e eu deixei. E foi aí que o meu mundo se tornou bem melhor. E foi aí que eu fui salva em todos os sentidos que ''ser salvo'' possa significar. Tiraste-me daquele lugar triste e mostraste-me o quão bonito tudo isto pode ser sem ser preciso muito. Hoje sei que basta a tua companhia e que mesmo em silencio somos felizes. Oh e eu sou tão feliz quando somos, quero que o saibas.
E em primeiro lugar quero que saibas que tudo só passou a fazer sentido no dia em que chegaste - mesmo que eu ainda não o soubesse... Mas agora sei.

1 comentário:

Maria Sem Limites disse...

Opaa que lindo, a sério, gostei mesmo muito. Beijinho. :)